Gauchês para capixabas

Zona rural de Alegrete, Rio Grande do Sul. Estrada de chão esburacada, quatro amigas em um carrinho que aguentava firme o tranco da viagem desde o Espírito Santo. Depois de uma volta na cidade, retornam ao sítio onde estavam hospedadas com os outros amigos que as acompanhavam nessa aventura gaúcha.  A estrada vazia, só o céu azul de dezembro e os campos verdes dos pampas a perder de vista. Uma ou outra porteira, uns cachorros fingindo de bravos.  Vão conversando estrada afora e admirando a paisagem.

Relembram a situação que acabaram de passar na farmácia, quando perguntaram o preço do produto: “Custa dez com trinta”, respondeu a atendente. Como assim, “com trinta”? Com trinta por cento de desconto? Ah, dez reais e trinta centavos!  Riem e acham graça da maneira de dizer dos gaúchos.

Lá de longe avistam outro carro vindo, cada vez mais devagar. O motorista abaixa o vidro e faz sinal que quer falar alguma coisa. As amigas param, fazem silêncio e ouvem atentas; o gaúcho então pergunta:  “Os homens tão atacando lá nos pinheiros?”.  Mil pensamentos cruzam simultaneamente as quatro cabecinhas: Homens atacando? Assaltantes? Será uma gangue? Eles se escondem nos pinheiros? Onde é que passamos por pinheiros? Será que estamos tão desatentas? Meu Deus, passamos por um perigo e nem notamos!

No silêncio desconcertante que se segue, o homem no outro carro percebe a confusão estampada no rosto delas.  Não é preciso dizer muito para perceber que são turistas, e refaz a sua frase, traduzindo seu gauchês: “Os policiais estão parando ali no trevo de Pinheiros?”

Suspiros aliviados, seguidos por risadas intermináveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s